Coincidências acompanham Marcos

Nos pênaltis, a estrela do goleiro brilhou novamente e mais milagres sugiram

Marcos salvou o Palmeiras mais uma vez na Libertadores (Foto: Helder Tavares)

Marcos salvou o Palmeiras mais uma vez na Libertadores (Foto: Helder Tavares)

LANCEPRESS!

A emocionante vitória nos pênaltis do Palmeiras contra o Sport, nesta terça-feira, na Ilha do Retiro, foi protagonizada pelo goleiro Marcos. Um exímino pegador de pênaltis, Marcos já brilhou em cinco disputas desse tipo na história da Libertadores. Os ‘milagres’ de São Marcos já são muitos e seguem certas coincidências.

No mesmo dia 12 de maio, porém do ano de 1999, Marcos defendeu o pênalti de Vampeta e ajudou o Palmeiras a passar pelo Corinthians, nas quartas-de-final e seguir rumo ao primeiro título da Libertadores de seu clube. Número 12 que, diga-se, é o que carrega na camisa. Ao final da competição daquele ano Marcos passou a receber a alcunha de Santo pelos torcedores do Palmeiras e foi premiado como melhor jogador do torneio.

- Eu tive uma atuação contra o Corinthians que foi muito boa, mas já se passaram dez anos e eu tinha que fazer algo diferente – afirmou o goleiro, ainda no gramado da Ilha do Retiro.

Na Libertadores de 2001, o Palmeiras eliminou um time brasileiro, o Cruzeiro, também nas oitavas-de-final, assim como fez com o Sport nessa terça-feira. A decisão foi para os pênaltis e o Palmeiras perdeu sua primeira cobrança com o canhoto Alex, da mesma maneira que Mozart, também canhoto, que desperdiçou contra o Sport. Assim como o ídolo que vestia a 10 no Mineirão, o recém-chegado Mozart tentou converter a cobrança no lado esquerdo do goleiro Magrão. Pelo lado positivo, São Marcos também defendeu três penalidades após o Verdão sair em desvantagem

Naquele ano porém, a equipe alviverde foi eliminada pelo Boca Juniors (ARG), sob o comando de Riquelme, em pleno Palestra Itália, diante de sua torcida, na semifinal da competição.

Este ano, o time argentino pode cruzar o caminho do Alviverde mais uma vez nas semifinais, como aconteceu em 2001. Resta saber se as coincidências continuarão a existir.

Marcos volta e mais uma vez é o herói

Com vitória épica, goleiro firma-se como algoz em penalidades

Marcos defende pênalti de Vampeta (Foto: Arquivo Lance)

Marcos defende pênalti de Vampeta (Foto: Arquivo Lance)

LANCEPRESS!

O brilho de Marcos na disputa por pênaltis contra o Sport, na última terça-feira, não foi um lampejo isolado do goleiro palmeirense. Em outras quatro situações idênticas na Copa Libertadores as mãos do jogador definiram a vida do Palmeiras na competição.

O primeiro pênalti defendido por Marcos em Libertadores, foi contra o Corinthians em 1999, em cobrança de Vampeta, pelas quartas de final da competição, um ano depois, lá estava ele de novo defendendo a cobrança de Marcelinho Carioca, agora, pelas semi finais, fato que não é “engolido” até hoje pelos rivais.

Marcos, que já foi considerado um dos melhores goleiros do mundo ao lado do alemão Oliver Kahn, teve mais três oportunidades de fechar o gol palmeirense.

Fato que explica a segurança dele antes das penalidades diante do Sport, o goleiro assegurou aos seus companheiros de equipe, que se eles fizessem a parte deles, o goleiro com certeza corresponderia à altura.

E assim foi, das quatro penalidades do jogo contra o Spor, o camisa 12 do Palmeiras não vacilou e fez o que prometeu, impediu três gols, em defesas brilhantes e mais uma vez foi o responsável pela ascensão do Verdão na luta pelo bicampeonato da Libertadores.

Diretoria quer anunciar renovação do contrato de Marcos na próxima semana

Novo contrato será por duas temporadas. Goleiro também poderá ganhar um busto no Palestra Itália após encerrar a carreira

Ampliar Foto Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Goleiro foi o herói da classificação palmeirense na Libertadores

Na próxima semana, o Palmeiras fará de tudo para anunciar a renovação do contrato do goleiro Marcos por mais duas temporadas. Segundo o vice-presidente de futebol do clube, Gilberto Cipullo, a ideia é aproveitar a pausa na Taça Libertadores da América para definir o assunto.

- Já estamos conversando desde o início do ano. Mas havíamos combinado com o Marcos que iríamos esperar uma pausa na tabela para acertar. E, como não teremos jogo da Libertadores na próxima semana (o primeiro jogo das quartas de final ocorrerá apenas no dia 26 ou 27), vamos resolver algumas pendências – afirmou o dirigente.


Cipullo disse que Marcos teve mais uma impressionante atuação dentro da sua vitoriosa carreira.

- É nas horas decisivas que os grandes jogadores aparecem. O Marcos é um cara fenomenal, que já fez muito e ainda fará mais ainda pelo Palmeiras.


O dirigente lembrou ainda que o clube estuda a possibilidade de construir um busto para homenagear o goleiro que, em agosto, completará 36 anos.


- Ele é candidato a ganhar um busto. É claro que vamos ver a possibilidade disso acontecer. Mas é um assunto para o futuro. O estatuto do clube só permite que isso aconteça quando o jogador tiver acabado a sua carreira – concluiu.

Julgamento de Diego Souza, que seria nesta segunda-feira, é novamente adiado

Defesa do Palmeiras explica que jogador não poderia estar presente

Agência/Estado

Diego Souza teve julgamento adiado mais uma vez. Nova data ainda não foi marcada

O julgamento de Diego Souza no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), que aconteceria nesta segunda-feira, foi novamente adiado. O departamento jurídico do Palmeiras fez o pedido pela segunda vez e foi atendido. O motivo alegado pelo advogado foi a impossibilidade de o meia comparecer ao Tribunal, pois viajou com a delegação para enfrentar o Sport, nesta terça-feira, em Recife, pela Taça Libertadores .

Na semana passada, o adiamento aconteceu porque Diego estaria em campo com o clube também contra o Sport , mas desta vez no Palestra Itália. Ainda não foi estipulada uma nova data para o julgamento.

- Pedimos que não acontecesse nesta segunda porque não poderíamos levar o Diego Souza ao Tribunal, já que ele está viajando com o Palmeiras para o jogo pela Libertadores. O pedido foi atendido – explicou Luiz Roberto Castro, advogado do Verdão.

Diego Souza foi expulso na segunda semifinal do Campeonato Paulista contra o Santos , em jogo realizado no Palestra Itália. O palmeirense se envolveu em uma confusão com Domingos e ambos acabaram recebendo cartão vermelho.


Pelo tumulto, o camisa 7 palmeirense foi denunciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: o 253, que aponta prática de agressão física e prevê suspensão de 120 a 540 dias, e o 255, por ato de hostilidade, que tem pena de um a três jogos. Já Domingos responderá por assumir atitude contrária à disciplina e à moral desportiva – artigo 258, cuja pena varia entre um e dez jogos de suspensão.

Caso ocorra uma punição a Diego Souza, ela pode ser cumprida ainda este ano, dependendo da forma como ela for estipulada. Se for por número de jogos, aconteceria no Paulista do ano que vem. Mas se for em suspensão por dias, seria cumprida no Brasileiro e na Libertadores.

Willians está liberado para jogar terça

Atacante palmeirense, que saiu de campo com dores no sábado, foi examinado e poderá enfrentar o Sport pela Libertadores

Ampliar Foto Julyana Travaglia/GLOBOESPORTE.COM Julyana Travaglia/GLOBOESPORTE.COM

Willians viajou com o elenco para o Nordeste

O atacante Willians, que deixou o jogo com o Coritiba, no último sábado no Palestra Itália, com dores no púbis, foi examinado e está liberado para enfrentar o Sport na próxima terça-feira, pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América. Nada foi constatado no atleta palmeirense.

- Foi apenas um susto, mas eu me reapresentei sem nenhum tipo de problema ou dor. Talvez tenha sido só o cansaço – disse o jogador.

Willians viajou com o elenco alviverde na noite de domingo para Natal, onde o técnico Vanderlei Luxemburgo irá concentrar o grupo e aprontar o time que atuará diante do Sport. A delegação seguirá para o Recife apenas horas antes da partida na Ilha do Retiro.

Na estreia do Palmeiras no Brasileirão, Willians foi peça importante. Foi ele quem empatou o jogo com o Coritiba para, minutos depois, Keirrison virar para 2 a 1.

- Foi um lance de oportunismo. Tive duas chances no primeiro tempo e precisava fazer o gol de qualquer jeito.

PALMEIRAS X SPORT AO VIVO

TRANSMISSÃO DE JOGOS AO VIVO DO PALMEIRAS
SOMENTE NO PORTAL FUTEBOL
CLIQUE NA IMAGEM OU DIGITE http://www.portalfutebol.wordpress.com

Edmílson: ‘Se perdermos contra o Sport não temos quase nada de chances

’Zagueiro do Palmeiras alerta sobre dificuldade da partida, mas pede calma ao jovem time

Ampliar Foto Agência/Agência Estado Agência/Agência Estado

Não podemos perder para o Sport, diz Edmílson

Referência no time do técnico Vanderlei Luxemburgo, o zagueiro Edmílson volta ao time em um momento crucial para a equipe. Neste domingo, contra o Botafogo-SP, o defensor marcar o seu retorno ao Palmeiras depois de seis jogos fora por contra de uma lesão e de uma série de trabalhos físicos especiais. Três dias depois, o treinador alviverde conta com a sua experiência para controlar a ansiedade da equipe para o confronto com o Sport, em Recife, pela Taça Libertadores.

O Palmeiras é o lanterna do Grupo A da competição continental com duas derrotas em dois jogos. O líder da chave é o Colo Colo que, apesar de ter os mesmos seis pontos do Sport, leva vantagem no saldo de gols –um a mais para os chilenos.

– É um jogo em que se criou muita expectativa. Todos têm responsabilidades e, apesar de alguns serem jovens, também têm jogos importantes na carreira. Temos de tratar esse jogo com importante, mas sabendo que não é o fim. A gente não pode é perder lá. Tem três jogos e dois em casa seguidos e um fora para conseguir a classificação – comentou Edmílson.

Depois do duelo em Recife, a equipe palmeirense ainda enfrenta LDU e Sport em casa antes de encarar o Colo Colo, no Chile. Caso perca o confronto em Recife, o Palmeiras terá de vencer todos os seus outros confrontos e ainda torcer por uma combinação de resultados.

- Criou-se uma expectativa muito grande para essa partida, mas temos de saber dosar tudo isso. É um jogo normal, mas só não podemos perder porque aí ficaremos com quase nada de chance de classificação.

Bruno: ‘Perder a liderança será frustrante’

Goleiro admite que ficará desapontado caso São Paulo assuma a ponta

Bruno não quer nem saber de ver o São Paulo na liderança (Foto: Reginaldo Castro)

Bruno não quer nem saber de ver o São Paulo na liderança (Foto: Reginaldo Castro)

LANCEPRESS!

Após o treino da manhã deste sábado na Academia de futebol, o goleiro Bruno concordou com as declarações de Edmílson na última sexta de que será feio para o Palmeiras se o clube terminar a primeira fase do Paulistão sem o primeiro lugar.- Eu concordo com o Edmílson. A gente passou quase que todas as rodadas na liderança, abrimos sete, oito pontos na frente. A gente já podia ter garantido a primeira colocação, não deu. Mas vai ter de sair agora. Ficar fora da primeira posição será frustrante – afirmou Bruno, que substituirá Marcos, poupado, contra o Botafogo.Uma vitória neste domingo garante a ponta sem depender de um tropeço do São Paulo. Para o reserva, o Palmeiras relaxou ao longo da temporada e, por isso, ainda não garantiu a liderança.- Isso é natural. A gente fez um começo de ano muito forte, a gente deu uma relaxada. Isso é normal, acontece. Mas nessa reta final tem de voltar ao ritmo do início da temporada – comentou Bruno.Quando faltavam três rodadas para o fim da competição, três pontos no clássico contra o São Paulo já serviriam para assegurar a ponta. A equipe perdeu por 1 a 0 e depois empatou com o Oeste (1 a 1).A vitória neste domingo também é vista como importante para dar tranquilidade ao time na decisão contra o Sport, quarta-feira, em Recife, pela Copa Libertadores.- A gente vem de uma derrota e de um empate. A vitória vai ser primordial para viajar bem para Recife, sem ninguém falando nada. A gente não tem dúvida do nosso potencial, mas um bom jogo contra o Botafogo é essencial – finalizou o camisa 45.

Luxemburgo teme perder Diego Souza para as finais do Campeonato Paulista

Meia palmeirense será julgado na próxima segunda-feira por expulsão na partida contra o Bragantino


Ampliar Foto Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

O meia Diego Souza pode pegar até sete jogos de suspensão no Campeonato Paulista

O técnico Vanderlei Luxemburgo mostrou-se preocupado com a possibilidade de perder o meia Diego Souza para a fase decisiva do Palmeiras no Campeonato Paulista . O camisa 7 alviverde pode pegar até sete jogos de suspensão por ter sido expulso na partida contra o Bragantino, há três rodadas.

Denunciado no TJD-SP, Diego Souza foi enquadrado em dois artigos. No 255 (praticar ato de hostilidade contra adversário ou companheiro de equipe), ele pode pegar de uma a três partidas de suspensão. Já no 251 (reclamar por gestos ou palavras contra as decisões da arbitragem ou desrespeitar o árbitro e seus auxiliares) o meia corre o risco de levar um gancho de até quatro jogos. O julgamento acontece na próxima segunda-feira.

- Estou temeroso não com o julgamento, mas com a maneira como as coisas estão sendo conduzidas. No lance que gerou o primeiro cartão amarelo, o Diego não teve a mínima intenção de agredir. E se tivesse a intenção, como julgou o árbitro, deveria ter sido expulso de cara. Depois, após a expulsão, ele proferiu alguns palavrões, mas nenhum dirigido ao árbitro. Foi um desabafo, não teve ofensa. É preciso coerência. Já perdi meu jogador no clássico contra o São Paulo e não posso ser penalizado novamente – reclamou Luxemburgo, lembrando que seu meia cumpriu a suspensão no duelo com o Tricolor Paulista.

Contra o Botafogo-SP, Luxa completa 350 jogos no comando do Palmeiras

Treinador atinge nova marca no clube que o projetou para o futebol nacional

Ampliar Foto Fabio Menotti/Assessoria de Imprensa do Palmeiras Fabio Menotti/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Luxemburgo completará 350 jogos à frente do Palmeiras contra o Botafogo-SP

O técnico Vanderlei Luxemburgo está perto de atingir mais uma marca no comando do Palmeiras . No jogo deste domingo, contra o Botafogo-SP, no Palestra Itália, o treinador completará 350 partidas à frente do Alviverde.

- Tenho relação antiga e boa com o Palmeiras. O sucesso absoluto foi não só nos títulos com, mas com a trajetória de times bem montados. Estou enraizado no clube. Tive alguns desconfortos, a porradaria no aeroporto, mas minha história é bonita – disse Luxemburgo, lembrando do episódio em que foi agredido por um grupo de torcedores, antes de embarcar para o jogo contra o Flamengo, pelo Brasileiro do ano passado.

Em sua quarta passagem pelo clube -também esteve em 93/94, 95/96 e 2002-, ele soma até o momento 213 vitórias, 75 empates e 61 derrotas, apresentando um aproveitamento de 69,5%. No time paulista conquistou dois Brasileiros (1993 e 1994) e quatro Paulistas (1993,1994,1996 e 2008).

Vítima da Ilha do Retiro, Luxemburgo exalta força do Sport em casa

Treinador palmeirense, derrotado pelo time pernambucano duas vezes no ano passado, afirma que time de Recife é fortalecido pela torcida

Ampliar Foto Fabio Menotti/Assessoria de Imprensa do Palmeiras Fabio Menotti/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Para Luxemburgo, Ilha do Retiro é uma das armas do Sport

Considerado um caldeirão pelos torcedores que a frequentam, a Ilha do Retiro não traz boas lembranças aos palmeirenses . Só na temporada passada foram dois confrontos na casa do Sport , com duas derrotas para os paulistas, sendo que uma delas custou a eliminação da equipe da Copa do Brasil. Por isso, o técnico Vanderlei Luxemburgo não coloca o estádio pernambucano como um local místico, mas sim como algo concreto e que só favorece o Leão nos dias de jogos.

- Isso não é místico, mas sim uma realidade. E isso acontece porque não tem mais aquela história de grande equipe no futebol brasileiro. Em 1993 e 1994 não tínhamos problemas para jogar lá. Mas hoje, qual grande time fala que vai lá e que vai ganhar? Hoje o fator casa é fundamental – disse Luxemburgo.

No ano passado, o Palmeiras de Luxemburgo sofreu duas derrotas na casa pernambucana. Na Copa do Brasil, torneio vencido pelo Sport, foi derrotado por 4 a 1, depois de ter empatado sem gols no Palestra Itália. O revés rendeu a eliminação da equipe paulista na competição de maneira precoce -caiu nas oitavas-de-final. Depois, no Brasileiro, nova derrota, desta vez por 2 a 0.

- Estamos tranquilos, otimistas e confiantes para esse jogo. A equipes está preparada e o Vanderlei já fez algumas alternativas com três zagueiros e no 4-4-2 para não termos problemas no jogo – comentou o meia Diego Souza.

Palmeiras perde Maurício Ramos e Pierre para a rodada derradeira do Paulista

Zagueiro e volante levam o terceiro cartão amarelo no empate com o Oeste e desfalcam equipe no domingo, contra o Botafogo-SP, no Palestra Itália


  • Ampliar Foto Nelson Coelho/Diário de São Paulo Nelson Coelho/Diário de São Paulo

Pierre não atuará contra o Botafogo-SP

O zagueiro Maurício Ramos e o volante Pierre estão fora da partida do próximo domingo, quando o Palmeiras recebe o Botafogo-SP, no Palestra Itália. Os atletas receberam o terceiro cartão amarelo no empate em 1 a 1, com o Oeste, em Itápolis, e criam um problema para o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Como opção, o treinador palmeirense pode abandonar o esquema com três zagueiros e usar somente Marcão e Danilo no setor. Na contenção, Sandro Silva pode formar dupla com Jumar ou o jovem Souza.

No jogo do próximo domingo, o Palmeiras, já classificado para a semifinal do Paulista, precisa, pelo menos, empatar para se garantir como o primeiro colocado e jogar por dois empates na fase seguinte da competição. Caso perca, o time do Palestra Itália corre o risco de perder a ponta para o São Paulo, único que pode ameaçá-lo na liderança, e que ainda não jogou na 18ª rodada.

Luxemburgo revive seu drama na Libertadores

Técnico, que nunca venceu o torneio, vê situação complicar após derrota para o Colo Colo no Palestra Itália

Vanderlei Luxemburgo na derrota desta terça-feira para o Colo Colo (Foto: Reginaldo Castro)Vanderlei Luxemburgo na derrota desta terça-feira para o Colo Colo (Foto: Reginaldo Castro)

Raphael Freitas e Alexandre Lozetti

Na noite desta terça-feira, após a segunda derrota de sua equipe Libertadores, o técnico Vanderlei Luxemburgo ouviu a torcida
palmerense perder a paciência. Com gritos de que Luxemburgo só ganha campeonatos paulista, os torcedores lembraram sua trajetória de insucessos na competição continental.

Considerado um dos maiores treinadores brasileiros na atualidade, Luxa disputa pela sexta vez a Libertadores da América. Sua primeira participação foi em 1991, comandando o Flamengo. Depois de disputar dez jogos, o Rubro-Negro foi eliminado nas quartas-de-final da competição. Em 94, vindo de um título brasileiro no ano anterior, levou o Palmeiras apenas até as oitavas.

Também com um título brasileiro na bagagem, comandou o Cruzeiro em 2004. Não perdeu nenhuma partida, porém foi demitido da equipe celeste ainda na primeira fase. No mesmo ano foi contratado pelo Santos e chegou até as quartas-de-final, após ser eliminado pelo surpreendente Once Caldas (COL), que venceu o torneio naquele ano.

Após retornar de sua experiência fracassada no Real Madrid, Luxemburgo assumiu o Peixe em mais uma Libertadores, agora em 2007. Neste ano o treinador conseguiu seu melhor resultado na competição, ao ver seu time, liderado pelo pentacampeão Zé Roberto, ser eliminado na semifinal pelo Grêmio em plena Vila Belmiro.

Na Libertadores deste ano, pelo Palmeiras, o treinador sofreu sua segunda derrota na noite desta terça-feira para o Colo Colo (CHI) no Palestra Itália e viu sua situação se complicar. Ainda sem somar pontos na competição, o time alviverde ocupa a última colocação do grupo.

- É melhor ficar a culpa comigo. Já estou com as costas calejadas. Tenho bagagem. Eu já sabia que seria assim, o Luxemburgo não ganha Libertadores. É assim, fazer o quê? – declarou o treinador após a partida.

Confira o desempenho de Luxemburgo na competição:

Ano Clube J V E D Fase
1991 Flamengo 10 6 3 1 Quartas-de-final
1994 Palmeiras 8 3 1 4 Oitavas-de-final
2004 Cruzeiro 3 2 1 0 Fase de grupos
2004 Santos 3 1 1 1 Quartas-de-final
2007 Santos 14 11 2 1 Semifinal
2009 Palmeiras 4 2 0 2

Luxemburgo contabiliza 42 jogos na competição. Venceu 25, empatou 8 e perdeu 9. O treinador ainda busca o título inédito em sua carreira, e no próximo dia 08 de abril enfrenta o Sport na Ilha do Retiro pela terceira rodada da Libertadores.

- Ficou difícil. Mas temos 12 pontos para disputar. O fator casa era fundamental, agora está claro. Tem de buscar algo fora – admite o treinador após a derrota para o Colo Colo.

Médico libera Keirrison para o clássico

Atacante torceu o tornozelo em um buraco do Palestra Itália na última terça

Keirrison brinca com Lenny em treino na Academia: pronto para o clássico (Crédito: Reginaldo Castro)Keirrison brinca com Lenny em treino na Academia: pronto para o clássico (Crédito: Reginaldo Castro)

LANCEPRESS! Keirrison está confirmado pela departamento médico do Palmeiras para o clássico contra o Corinthians, neste domingo. O atacante deixou o Palestra Itália na última terça com dores no tornozelo, após torção por causa de um buraco no campo de jogo. Mas não passou de um susto para a torcida palmeirense.

- O Keirrison torceu o tornozelo, mas não preocupa. Não foi nada demais. Está liberado para o clássico – disse o médico do clube, Rubens Sampaio.

- Não vai ser problema para domingo – comentou o próprio Keirrison, à TV Globo.

Quem pode desfalcar o Verdão é outro atacante: Willans. O atleta sentiu a coxa e o resultado do exame de ressonância magnética será divulgado na tarde desta quarta.

- Ele sentiu. Já estava um pouco melhor hoje de manhã, mas vamos esperar os exames – disse Sampaio.

Palmeiras tem 17% de chances de classificação

Derrota para o Colo Colo (CHI) no Palestra Itália obriga Verdão a conquistar os 12 pontos que ainda tem para disputar

Chilenos comemoram um dos três gols marcados no jogo que complicou o Verdão (Foto: Reginaldo Castro)Chilenos comemoram um dos três gols marcados no jogo que complicou o Verdão (Foto: Reginaldo Castro)

A derrota para o Colo Colo na última terça-feira em pleno Parque Antártica complicou bastante a situação do time na Libertadores da América. Com dois resultados negativos em dois jogos, o Alviverde pode ver Sport ou LDU, que se enfrentam nesta quarta-feira na Ilha do Retiro, dispararem na classificação.

O momento é tão ruim no Palestra que a torcida já começou a fazer contas para saber as reais possibilidades do Verdão conquistar a classificação para a próxima fase. O LANCENET! resolveu ajudar os palmeirenses e conversou com o matemático Tristão Garcia, que deu uma notícia nada animadora: O Verdão tem, no momento, apenas 17% de possibilidade de conquistar uma das duas vagas para o grupo.

O matemático ainda explicou que o time de Vanderlei Luxemburgo deve esquecer seus adversários de grupo e se concentrar em conquistar quatro vitórias nos quatro jogos restantes. Se conseguir os 12 pontos que ainda tem para disputar, Tristão dá como praticamente certa a classificação do Verdão. Caso contrário…

- A situação do Palmeiras é de olhar pra si mesmo. Se eles ganharem as quatro partidas que restam fica muito difícil perder pelo menos uma das vagas. A chance de um time se classificar com 12 pontos é de 99% – afirmou.

Ainda segundo Tristão, curiosamente o resultado da partida entre Sport e LDU pouco vai inluenciar a vida do Palmeiras nesse momento. A probabilidade de classificação praticamente não sofrerá alterações seja qual for o resultado – mesmo que haja um empate, resultado pelo qual os palmeirenses mais rezam no momento. Para ele, o ponto da virada pode ser justamente os duelos seguidos contra os pernambucanos.

- A tabela da Libertadores forma um espelho, portanto o Palmeiras joga duas vezes seguidas contra o Sport. Se conseguir duas vitórias seguidas eles podem dar um grande salto na classificação e embolar toda a disputa.

Mas vencer o rubro-negro na Ilha do Retiro promete ser uma tarefa das mais espinhosas. Em 2008, o Verdão apanhou duas vezes na casa do próximo adversário (2 a 0 no Brasileirão e 4 a 1 na Copa do Brasil) e ainda precisará arrumar forças para se sobressair em um grupo muito equilibrado para conquistar uma classificação que, a esta altura, parece muito distante do Palestra Itália.

Experiente, Marcão dá dicas aos jovens palmeirenses sobre Libertadores

Lateral/zagueiro, que atuará na vaga de Pablo Armero, afirma que time tem de manter a pegada, mas precisa aprender maladragem da competição

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Com duas Libertadores na bagagem, Marcão passa experiência aos mais jovens

Com a experiência de quem já participou das disputas da Taça Libertadores em duas oportunidades, o lateral/zagueiro Marcão se sente bastante à vontade para falar da competição que é a menina dos olhos do Palmeiras no semestre. Com passagens por Atlético-PR e São Caetano, equipes pelas quais participou da disputa continental, o mais novo contratado do Palmeiras dá dicas para os atletas mais jovens da equipe, ainda inexperientes em torneios internacionais importantes.

- O time tem de manter o ritmo que está tendo. Os jogadores devem ser audaciosos e corajosos como estão sendo. A única coisa que precisa ter é um pouco mais de maladragem, saber valorizar a bola porque os times fazem isso. Sem a bola tem de ser compacto – alertou o defensor de 33 anos.

Infernal em campo, Palmeiras adota a política da boa vizinhança do lado de fora

A exemplo do jogo com a LDU, em Quito, dirigentes palmeirenses promovem encontro com colegas chilenos do Colo Colo, adversário desta noite

Ampliar Foto Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Presidentes Gabriel Ruiz Tagle e Luiz Gonzaga Belluzo posam com as camisas dos times

O Palmeiras parece disposto a causar boa impressão dentro e fora de campo em 2009. Se com um time repleto de caras novas a equipe de Vanderlei Luxemburgo já disparou na liderança do Paulistão, fora das quatro linhas, a nova diretoria capitaneada pelo respeitado economista e agora presidente palmeirense Luiz Gonzaga Belluzo também vem causando boa impressão.

Na noite desta segunda-feira, véspera do duelo com o Colo Colo desta terça-feira à noite, classificado como “jogo do ano” por Vanderlei Luxemburgo, a diretoria palmeirense promoveu um jantar de boas vindas com os dirigentes chilenos.

- Esse encontro foi muito prazeroso. É muito importante estreitar
essas laços, pois tornam os clubes mais amigos. É uma satisfação conhecer os dirigentes e como funciona uma das instituições mais sérias e tradicionais do Brasil – afirmou o presidente do Colo Colo, Gabriel Ruiz Tagle.

Belluzo disse que a intenção palmeirense é promover com regularidade esse tipo de relação entre dirigentes não só sulamericanos, mas também europeus:

- Esse tipo de encontro é sempre muito sadio para o futebol. O Palmeiras vai expandir sua marca e mostrar o quanto somos fortes – disse o presidente palmeirense, Luiz Gonzaga Belluzzo, que lembrou o carinho do povo chileno com o futebol brasileiro, que vem desde a conquista da Copa de 1962, realizada no Chile, e também um recente ídolo palmeirense, o chileno Valdívia.

O diretor de relações internacionais do clube, Marcelo Solarino, destacou outro fator positivo dessa aproximação entre os dirigentes:

- Muitas das negociações são intermediadas por empresários, justamente
pela relação distante entre os dirigentes. Esses encontros servem

para diminuir drasticamente essa ‘barreira’.

Divulgação/Assessoria de Imprensa do Palmeiras

Da esquerda à direita: os palmeirenses Roberto Frizo, Marcelo Solarino, Marcelo Baquedano, gerente de futebol chileno, com o colega Toninho Cecílio ao lado. Por último, os presidentes Ruiz Tagle e Belluzo

Marcos treina separado e segue como dúvida

Goleiro é relacionado para o jogo mas será testado no hotel momentos antes da partida

Vanderlei Luxemburgo conversa com Marcos durante o treino. Camisa 12 ainda é dúvida. (Foto: Fábio Menotti/ Divulgação)Vanderlei Luxemburgo conversa com Marcos durante o treino. Camisa 12 ainda é dúvida. (Foto: Fábio Menotti/ Divulgação)

LANCEPRESS!

O técnico Vanderlei Luxemburgo comandou na tarde da última segunda-feira o último coletivo antes da partida contra o Colo Colo (CHI), válida pela segunda rodada da Libertadores. A formação utilizada foi a mesma do treinamento de domingo, com o goleiro Bruno entre os tilulares. Completaram a equipe titular Edmílson, Danilo e Maurício Ramos; Fabinho Capixaba, Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Marcão; Willians e Keirrison.

Marcos não participou do coletivo, deu apenas algumas voltas ao redor do gramado e segue como dúvida para a partida. O goleiro que se recupera de dores na coxa direita, se juntou ao restante do elenco na concentração e deverá realizar alguns testes no hotel para saber se terá condições de jogo.

Ainda no treino de segunda-feira, os jogadores realizaram atividades específicas por posição. Equanto os zagueiros treinavam cabeceios, os jogadores de de meio-campo e atacantes cobravam faltas e penalidades.

- O time está bem preparado. Fizemos dois treinos fortes antes desse jogo e vamos atrás dos três pontos. O Palestra Itália estará lotado e esse apoio também será importante durante os 90 minutos – afirmou o meia Diego Souza, em entrevista coletiva.

O Palmeiras enfrentará o Colo Colo às 20h desta terça-feira no Palestra Itália. Com o lateral Pablo Armero suspenso, a lista dos relacionados para a partida é a seguinte:

Goleiros: Marcos, Bruno e Deola
Laterais: Fabinho Capixaba, Marcão e Jefferson
Zagueiros: Edmílson, Danilo, Maurício Ramos e Jéci
Volantes: Pierre, Jumar e Sandro Silva
Meias: Diego Souza, Cleiton Xavier e Evandro
Atacantes: Willians, Keirrison, Lenny, Marquinhos e Ortigoza

Valdivia avisa: ‘Palmeiras ganha do Corinthians’

Ex-meia do Verdão faz previsão exclusiva ao LANCENET!: Alviverde ganha as duas ‘decisões’ desta semana

Mago aposta no Verdão contra o Colo Colo e o Timão (Foto: Gustavo Tílio)Mago aposta no Verdão contra o Colo Colo e o Timão (Foto: Gustavo Tílio)

O chileno Valdivia vai viver uma emoção diferente nesta terça-feira. Ídolo das torcidas de Palmeiras e Colo Colo (CHI), o jogador está com o coração dividido para a partida de terça, no Palestra Itália, pela Libertadores.

Em entrevista ao LANCENET! por telefone, Valdivia falou sobre a partida e também sobre o clássico do dia 8, contra o Corinthians. Para ele, o Verdão está “deitando” na temporada de 2009. Confira a entrevista com o Mago:

LANCENET!: Palmeiras e Colo Colo jogam hoje, pela Libertadores. Está com o seu coração dividido?
Valdivia: São os dois times onde conquistei os dois únicos títulos da carreira. Fiz muitas amizades nos dois. Levo eles no meu coração.

L!: Alguém te ligou para pedir algumas dicas sobre o adversário?
V.: Eu falei com o Bruno, goleiro do Palmeiras, esses dias. Ele perguntou sobre o Colo Colo, a gente brincou, mas não falei muito. Estou há um tempão fora da internet.

L!:Uma de suas metas era disputar a Libertadores. Está arrependido de ter saído do Palmeiras?
V.: Sempre que tive a oportunidade de disputar a Libertadores, nunca joguei, porque sempre ia embora antes de começar o torneio. Mas não me arrependo. Desejo de todo coração que o Palmeiras possa conquistar a Libertadores. Tenho mais amigos no Palmeiras do que no Colo Colo. Não fico triste por não estar disputando. Tenho certeza de que vou disputar até o fim da carreira.

L!: Tem visto o Palmeiras? O que está achando das atuações do time?
V.: O Palmeiras está deitando no Campeonato Paulista. No começo, recebeu críticas. Mas, até agora, não perdeu na competição. Ganhou do Santos fácil. Tomara que possa conquistar o Paulista, Brasileiro e a Libertadores. O Palmeiras está deitando no Brasil. Já vi alguns jogos do São Paulo, do Corinthians, do Santos e não vejo equipe que possa tirar o caneco do Palmeiras.

L!: Domingo, o Palmeiras enfrenta o Corinthians, no Campeonato Paulista. Quais lembranças você tem o clássico? Ano passado, marcou o gol da vitória…
V.: Guardo as melhores lembranças daquele jogo. Foi meu primeiro gol em clássico. Nosso torcedor queria muito que a gente ganhasse aquele jogo pelo fato de o Corinthians estar na Segunda Divisão. Foi importante pelo gol, pela vitória. Confio na equipe. Não vejo time que possa ganhar do Palmeiras. Empatar pode até empatar, mas ganhar, não.

L!: Você guarda alguma mágoa do técnico Vanderlei Luxemburgo?
V.: Ouvi muitas pessoas falando que ele permitiu a minha saída. Ou até que foi ele quem disse que eu tinha de sair. Mas não sei se isso realmente é verdade. Eu fico um pouco magoado, sim, pelo fato de não terem brigado muito pela minha permanência. Mas futebol é assim, a vida continua. Fico agradecido pelas pessoas que me ajudaram. O próprio Vanderlei, o Caio (Júnior), as pessoas do clube… Foi o Palmeiras que me deu a oportunidade de ser ainda mais conhecido. Se foi ele ou não quem pediu a minha saída, isso não me interessa. Isso é passado. Algum dia, tenho certeza de que vou voltar para o Palmeiras.

L!: Atualmente, do que você sente mais falta do Palmeiras?
V.: Não tenho do que reclamar do clube (Al-Ain). É muito bom. Mas as pessoas não convivem muito como faz o brasileiro. A alegria, a paixão pelo futebol, os campos lotados, as amizades… As pessoas são tranquilas, mais reservadas. Mas estou muito bem aqui, é agradável, não me preocupo com muita coisa. Tenho mais tempo livre, vou ao cinema. No Brasil, passava muito tempo concentrado. Aqui, não.

L!: Nos Emirados Árabes, as pessoas te reconhecem na rua?
V.: Conhecem. A gente mora em Al-Ain, uma cidade pequena, que só tem esse clube. Mas a paixão é totalmente diferente do Brasil.

L!: O que pensa para o futuro?
V.: Fiz um contrato de quatro anos aqui. Tenho treinado duro para me manter em forma. Cada vez que eu jogar pela seleção, as pessoas vão me olhar. Agora, mais do que nunca, porque a seleção está muito bem. Quem sabe, algum dia voltar à Europa… Mas pelo que as pessoas estão me dando aqui, eu fico grato.

L!: Quando você estava no Palmeiras, contra quem a rivalidade era maior: São Paulo ou Corinthians?
V.: Os dois têm uma importância muito grande. Mas, pelo que eu pude ver de perto, falando de torcida, acho que era o Corinthians. Mas a rivalidade entre as diretorias de São Paulo e Palmeiras era muito maior. Para mim, os dois clássicos são importantes, sempre.

L!: Mas contra o São Paulo, algum diretor chegava em você e cobrava a vitória a qualquer custo?
V.: Depois do que aconteceu no negócio do gás de pimenta, a relação entre as diretorias ficou nervosa. Mas nunca nenhum diretor veio falar para mim “Vamos lá ganhar do São Paulo” ou alguma coisa parecida.

L!: Já são dois anos sem o Palmeiras levar gols e perder para o Corinthians. Com a contratação de Ronaldo, a freguesia vai acabar ?
V.: Primeiro, ninguém sabe se Ronaldo está pronto para jogar. Ele não jogou até agora. Acho que não é o momento certo estrear em um jogo tão grande. Ele está sem ritmo, sem saber o que significa jogar esse clássico. Tudo bem que ele tem experiência, mas um clássico como este tem de ter um pouco mais de tudo. Se ele jogar, tenho certeza de que ele não vai fazer gol, porque o Palmeiras tem o melhor goleiro do Brasil, que é o Marcão. E, se o Marcão não jogar, tem o Bruno, que eu conheço e confio muito. Sei que o Fenômeno não vai fazer gol. E tenho certeza de que o Palmeiras vai ganhar de novo do Corinthians.

L!: Quais eram seus melhores amigos no Palmeiras? O que você guarda do Paulistão de 2008?
V.: Eu tinha muitos amigos. Martinez, Alex Mineiro, Pierre, Diego Cavalieri, Marcão… A lembrança do Paulista foi o título, marcar gol em clássico, eliminar o São Paulo na semifinal… Não é sempre que se elimina o São Paulo numa semifinal, com o Palestra lotado. Ainda mais depois de tudo o que ocorreu: o gol de mão do Adriano, o que falavam… Foi muita coisa boa. Fazer gol nesse clássico, fazer cinco na Ponte (na final)… E o que o Marcos falou antes de entrar em campo na final… São coisas que nunca vou esquecer.

L!: Antes de você sair do Palmeiras, você foi procurado pelo São Paulo? Você jogaria nos rivais?
V.: Ninguém do São Paulo me ligou. Se tivesse alguém para me ligar, seria o Marco Aurélio Cunha (superintendente de futebol). Sempre que a gente se encontrava, ele falava que gostava de mim, do meu futebol, me aconselhava… Mas ele e nem ninguém do São Paulo nunca me ligou, nem me procurou. Isso não passa de um boato. É difícil falar se algum dia vou jogar no São Paulo ou no Corinthians. Me sinto muito identificado com o Palmeiras, sinto um carinho pelo clube e pela torcida. Ganhar o coração de outro torcedor não seria problema.

L!: Quem pode ser o novo Mago do Palmeiras? E onde encerraria a carreira: no Palmeiras ou Colo Colo?
V.: Falar quem pode ser o novo ídolo do Palmeiras é difícil, porque não estou no dia-a-dia do clube. Sei que o Keirrison é o cara. Sei que dentro de campo tem muitos feras. Keirrison, Diego Souza, Marcos, Edmílson, Pierre, Cleiton Xavier…

L!: Onde você encerraria a carreira: no Palmeiras ou Colo Colo?
V.: Acredito que algum dia voltarei a vestir a camisa palmeirense, mas não para encerrar a carreira e sim para fazer o meu melhor, lutar por títulos. O Palaia dizia que eu era o cara e todos iam ao estádio para ver o Mago. Acredito que vou voltar para encerrar uma história linda, que deixei aberta. Quando saí, deixei uma carta dizendo que voltaria algum dia para encerrar a minha carreira no clube.

L!: Qual seu palpite para o jogo desta terça e para o clássico?
V.: Seis pontos!

L!: E o placar?
V.: Pelo o que eu vi na imprensa chilena, o Colo Colo está em um mau momento. A torcida está xingando os jogadores, que estão pressionados. Já o Palmeiras está numa boa com a torcida, ganhando. Vai ser difícil aguentar a pressão da torcida e dos jogadores. O Palmeiras ganha, talvez 2 a 0 ou 3 a 1. Já no Palmeiras contra Corinthians, não sei. Clássico é clássico. Se der 1 a 0, já está bom.

Ingressos esgotados para Palmeiras x Colo Colo

Torcida vai lotar o Palestra Itália para duelo contra os chilenos

Torcida do Verdão promete fazer a festa mais uma vez em casa (Crédito: Tom Dib)Torcida do Verdão promete fazer a festa mais uma vez em casa (Crédito: Tom Dib)

LANCEPRESS! Os 7.645 ingressos que restavam nas bilheterias do Palestra Itália estão esgotados. O estádio estará lotado para a partida entre Palmeiras e Colo Colo, nesta terça, às 20h, pela Copa Libertadores. A carga de 27.645 está nas mãos dos torcedores e dos cambistas que, como de costume, estão em ação no Parque.

Assim como aconteceu na última segunda, a torcida do Verdão encontrou problemas para comprar os ingressos nesta terça. A bilheteria, que teria de abrir às 10h, só abriu cerca de 1h15 depois. A grande parte dos torcedores reclamou da lentidão. A BWA é a empresa responsável pelas entradas no Palestra.

Os palmeirenses formaram longas filas desde o fim da manhã, no Palestra. Os últimos ingressos, de cadeira descoberta, esgotaram por volta das 15h30 desta terça.

Depois de horas sofrendo, a torcida promete fazer a festa quando a bola rolar contra os chilenos. Com derrota para a LDU (EQU) na estreia da fase de grupos, uma vitória é fundamental para o Palmeiras.

Marcos faz tratamento intensivo para tentar enfrentar o Colo Colo

Goleiro fará trabalhos de fisioterapia na tarde desta segunda-feira

J Ampliar Foto Agência/AP Agência/AP

Marcos jogou a partida contra a LDU, em Quito

Única dúvida do técnico Vanderlei Luxemburgo para a partida desta terça-feira, diante do Colo Colo, pela Taça Libertadores, no Palestra Itália, o goleiro Marcos será submetido a um trabalho intensivo de fisioterapia para ter condições de atuar contra os chilenos. O camisa 12 do Palmeiras tem um edema na parte posterior da coxa direita, apresentado depois de sofrer uma pancada na partida do último sábado, contra o Guarani, pelo Campeonato Paulista.

- Ele está bem melhor. Está concentrado com o grupo, vai para o treino desta tarde e será novamente avaliado pelo Otávio (Vilhena, médico do clube). Não participará dos treinos com bola e só ficará na fisioterapia – comentou o médico Vinícius Martins.

Caso não possa atuar, Marcos será substituído por Bruno, que já fez a sua estreia na Taça Libertadores – enfrentou o Real Potosí, na Bolívia, no jogo de volta pela primeira fase da competição.

FOTOS: torcida faz fila para incentivar reação alviverde na Libertadores

Ainda há ingressos para todos os setores na partida contra o Colo Colo

Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

A torcida do Palmeiras mostra confiança na recuperação da equipe na Taça Libertadores da América. A venda dos ingressos para a partida desta terça-feira, contra o Colo Colo (CHI), recomeçou às 10h desta terça-feira. Por volta do meio-dia, aproximadamente 250 pessoas aguardavam na fila

Marcelo Prado/GLOBOESPORTE.COM

Os monitores do Palmeiras revelaram que ainda existem ingressos para todos os setores e que o tempo de espera na fila é de uma hora

Palmeiras x Corinthians: ingressos para clássico estarão à venda na quarta-feira

Carga total para partida em Presidente Prudente é de 44.414 ingressos

Os ingressos para o clássico entre Palmeiras e Corinthians do próximo domingo, às 16h, no estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente-SP, estarão à venda a partir desta quarta-feira. Os bilhetes estarão disponíveis das 10h às 17h, apenas nas bilheterias do estádio Palestra Itália, do estádio Parque São Jorge e em cinco postos de venda na cidade de Presidente Prudente, que serão divulgados posteriormente.

A carga total é de 44.414 ingressos, sendo que 26.342 serão destinados à torcida do Palmeiras (setores Verde e Azul), e 18.072 ingressos serão destinados à torcida do Corinthians (setor Amarelo).

Confira os valores de cada setor

Arquibancada Setor Verde [torcida do Palmeiras – R$ 60 (R$ 30 meia-entrada)
Arquibancada Setor Azul – R$ 30 (R$ 15 meia-entrada)
Arquibancada Setor Amarelo (torcida do Corinthians) – R$ 30 (R$ 15 meia-entrada)
Cadeira Coberta Verde – R$ 100 (R$ 50 meia-entrada)
Setor Família – R$ 30 (esse setor fica localizado abaixo das cadeiras cobertas).

Luxemburgo antecipa a concentração

Jogadores já dormiram no hotel de domingo para segunda-feira. Tudo para chegar com força total na terça para pegar o Colo Colo pela Libertadores

Ampliar Foto Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação Assessoria e Imprensa do Palmeiras/Divulgação

Após o treino de domingo, Luxa levou os jogadores para um hotel em São Paulo

O técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu antecipar a concentração do elenco do Palmeiras. Normalmente, os jogadores dormem no hotel apenas na noite anterior ao jogo, mas, dessa vez, serão duas. Todos foram para a concentração já no domingo, com o objetivo de melhorar a preparação para o duelo de terça-feira, diante o Colo Colo (CHI), no Palestra Itália, pela Taça Libertadores da América.

No domingo, os atletas treinaram – os titulares tinham sido poupados de jogar na vitória de 1 a 0 sobre o Guarani, sábado, pelo Paulistão – na Academia de Futebol, no período da manhã. Em seguida, foram liberados para passar o dia em casa com as famílias. Às 22h30m, porém, todos no hotel.

- É um jogo decisivo e de muita importância. É um momento legal para os atletas estarem juntos e vivenciarem o clima da partida. Todos eles entenderam perfeitamente – disse Luxemburgo.

Nesta segunda, o elenco alviverde treina às 16h na Academia. Depois, os atletas voltam para a concentração, onde jantam e dormem.

Palmeiras vai ao Canindé para defender a liderança isolada diante da Portuguesa

Verdão está invicto e com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Nas últimas seis partidas a Lusa não sabe o que é derrota

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Keirrison é a esperança de gols do Verdão

O Palmeiras perdeu em sua estreia na fase de grupos da Libertadores. Na última terça-feira, a equipe foi derrotada pela LDU, em Quito, no Equador, por 3 a 2. Mas, no Campeonato Paulista, o time comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo defende a liderança isolada, a invencibilidade e os 100% de aproveitamento no duelo contra a embalada Portuguesa, que não perde há sete jogos (um pela Copa do Brasil), e está no G-4. A partida acontece neste sábado, às 16h, no Canindé. O GLOBOESPORTE.COM acompanha o jogo em Tempo Real. O PFC exibe a partida pelo pay-per-view, enquanto a Rádio Globo transmite o jogo com Oscar Ulisses e toda a sua equipe esportiva.

Mário Sérgio e Luxemburgo contam com a força máxima. Inclusive, o Palmeiras se deu ao luxo de não relacionar o polivalente Marcão, recém-contratado, para a partida. Porém, como de costume, os treinadores fazem o maior mistério. Ninguém anunciou a escalação antecipada. A tática é não dar in formações para o rival e, se for possível, preparar uma surpresa de última

Depois de empatar por 1 a 1 diante do Icasa, na última quarta-feira, no Castelão, em Fortaleza, na partida de ida da Copa do Brasil (assista ao vídeo ao lado com os gols), o técnico Mário Sérgio comandou apenas um trabalho leve para os jogadores, na última sexta-feira, no Canindé. A ordem é descansar e guardar energias para enfrentar o Palmeiras.

Além de contar com todos os jogadores que estiveram em campo na vitória por 1 a 0 diante do Botafogo, no último domingo, em Ribeirão Preto, Mário Sérgio ainda conta com o reforço do zagueiro Alex Bruno, após cumprir suspensão automática. A tendência é que ele entre na vaga de Ediglê.

Em princípio, a tendência é que Mário Sérgio escale o time no tradicional 4-4-2. Porém, não está descartada a possibilidade do treinador armar a Lusa no 3-5-2 para conter o ímpeto ofensivo do Palmeiras.

- Espero que seja um grande jogo. A Portuguesa vem de uma sequência invicta, o Palmeiras ainda não perdeu no Paulista, mas foi derrotada na Libertadores. Não deixa de ser um time forte, com bons jogadores, e um treinador estrategista e inteligente. Teremos dificuldades, mas descansamos, trabalhamos e estamos prontos. Estaremos em nosso campo, com a nossa torcida. Todo mundo sabe a dificuldade que é enfrentar a nossa equipe dentro do Canindé – avisou Preto.

Verdão vai com força máxima

Ampliar Foto Agência/Estado Agência/Estado

Luxa conta com todos os jogadores à disposição para o duelo no Canindé

Apesar do mistério, o Palmeiras não tem problemas para encarar a Lusa. E o elenco teve tempo suficiente para descansar e trabalhar, pois entrou em campo somente na última terça-feira, pela Libertadores.

O Verdão aposta no quarteto ofensivo formado por Diego Souza, Cleiton Xavier, Keirrison e Willians para fazer um verdadeiro carnaval em cima da zaga lusitana. Além disso, os velozes Marquinhos e Lenny estarão no banco de reservas para aumentar a velocidade durante o segundo tempo.

Edmílson seguirá atuando na função de líbero, ao lado dos zagueiros Maurício Ramos e Danilo, com a possibilidade de se mandar para o ataque com a bola dominada. Luxemburgo pede muita atenção com a Portuguesa. Para ele, Mário Sérgio é estrategista e tentará aprontar para cima do Verdão.

-  A Portuguesa não perde há seis jogos (sete, se contado a Copa do Brasil) e está em ascensão. Vai ser um jogo muito difícil, que exigirá bastante do nosso elenco. Temos um elenco para suportar as duas competições e estamos dosando bem a participação dos atletas durante os jogos. Ainda não sei quem vou escalar, mas o desgaste não será problema - analisou Luxemburgo.

PORTUGUESA PALMEIRAS
Fábio; César Prates, Bruno Rodrigo, Alex Bruno e Athirson; Erick, Ygor, Marco Antônio e Preto; Edno e Christian . Marcos; Danilo, Edmílson e Maurício Ramos; Fabinho Capixaba, Pierre, Diego Souza, Cleiton Xavier e Armero; Willians e Keirrison.
Técnico: Mário Sérgio. Técnico: V. Luxemburgo.
Estádio: Canindé. Data: 21/02/2009. Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho. Auxiliares: Vicente Romano Neto e Giovani Cesar Canzian.
Transmissão: O PFC, pelo sistema pay-per-view, mostra a partida para todo o país.
Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 15h45m (de Brasília).
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.